O idoso precisa manter o corpo ativo no dia a dia em qualquer época. Mudou o ano, mas os velhos hábitos de cuidar da terceira idade continuam os mesmos para o seu bem-estar e ótima saúde. É preciso olhar para o idoso como uma continuação de vida e não como um ponto final.

Ajudá-lo a criar uma rotina e manter uma atividade constante o faz cada vez mais integrado na sociedade sem deixar que ele pense que não há mais nada a fazer com a idade avançada. Sentir-se ativo contribui para que mantenha a prevenção contra doenças, melhore a capacidade física e mental garantindo a sua longevidade.

Quem cuida de um idoso deve, principalmente, no período do verão ficar atento para o consumo da boa alimentação e água na medida certa para que esteja constantemente com o corpo hidratado, o organismo limpo e sem complicações de saúde. Sempre com as consultas e exames médicos atualizados.

Somando-se a tudo isso a OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda prática regular de atividade física na terceira idade:

“150 minutos de atividade aeróbica moderada, ou 75 minutos de atividade aeróbica intensa são o mais adequado. A atividade aeróbica deve ser realizada em períodos de pelo menos dez minutos de duração”.

Mas não confunda atividade física com exercício físico. Para os idosos aconselha-se atividades como locomoção, tarefas domésticas, jogos, esportes e exercícios planejados que devem ser feitos diariamente.

A Biblioteca Virtual em Saúde (Ministério da Saúde) informa: “O termo atividade física não deve ser confundido com exercício, que é uma subcategoria da atividade física e é planejada, estruturada, repetitiva e tem como objetivo melhorar ou manter um ou mais componentes do condicionamento físico. A atividade física moderada e intensa traz benefícios para a saúde”.


 

Se precisar de alguma informação, entre em contato pelo Whatsapp. 

× Fale com a Dila!