Tag

#TratamentoParaIdosos

Browsing

Casa segura para idosos – Pensar além

Já parou para pensar se o ambiente em que vive transmite segurança contra acidentes corriqueiros mas que  podem ocasionar grandes transtornos e prejuízos na sua qualidade de vida? Caso nunca tenha pensado nisso, comece a pensar a partir de agora. Ter uma casa segura envolve planejamento em todos os cômodos e utensílios do lar, a fim de prevenir acidentes que ponham em risco a própria saúde, até mesmo com consequências letais. Como transformar o lar numa casa segura? Algumas dicas básicas são apresentadas e ajudarão no desenvolvimento dessa segurança: Todos os cômodos precisam ter boa iluminação e possibilidade de transitar entre eles livremente, sem excesso de mobiliário pelo caminho. Sempre ter acesso aos objetos com facilidade. Ter luz de emergência e luz noturna nos corredores, banheiro e cozinha. Evitar tacos soltos, carpetes com dobras, fio de telefone e brinquedos pelo caminho, móveis baixos e com pontas, animais de estimação pequenos,…

Exercícios físicos na Terceira idade

O exercício físico auxilia sempre na manutenção da saúde! Proporcionando bem-estar e melhor qualidade de vida.  É um benéficio para todas as idades, mas é indispensável à terceira idade. Com o tempo, o corpo humano reduz parte significativa de todas as capacidades motoras. Por exemplo: flexibilidade, equilíbrio, coordenação motora e força.  Além disso, também ocorre grande perda da massa muscular e óssea resultando assim em um aumento da gordura corporal. Consumir energia através de uma atividade física na terceira idade é fundamental para retardar o processo de envelhecimento. Melhor ainda se acompanhado por um profissional especializado em movimentos do corpo em academias ou outros espaços. Seja na aula de dança, ginástica ou musculação, citando apenas alguns itens da atividade física. Mas atividades simples como andar, subir escadas, jogar futebol pela manhã já faz iniciar o dia com ótima disposição! O idoso e a atividade física Hoje em dia, a atividade…

Odontogeriatria, um aliado importante na saúde do idoso

Boca saudável + corpo sadio = Vida feliz! Você sabia que a boca é a porta de entrada da saúde, do bem-estar e de doença no organismo? Os idosos são mais vulneráveis às enfermidades e suas medicações podem afetar as estruturas bucais, causando sérias lesões. Para evitar riscos à sua saúde é importante manter uma boca sadia! Uma ótima escovação, o uso constante de fio dental e assépticos são apenas algumas dicas para uma ótima higiene. O trabalho da odontogeriatra vai além de um sorriso perfeito para o idoso. Uma especialização da qual pouco se fala mas importantíssima para a saúde bucal no envelhecimento.  A odontogeriatria é uma grande aliada do Cuidador de Idoso! (Que precisa estar em alerta com a saúde global do seu paciente.) Dependendo do caso, o profissional deve levá-lo a um especialista! O cuidador de idoso precisa também estar atento à saúde bucal de seu paciente porque é…

Home Care – Quem pode utilizar

Home Care é só para idosos? Não. Não é.  Home Care é para pacientes de diversas idades, gêneros e enfermidades. Aqueles que com indicação médica com ou sem família próxima e que precisam de “cuidados em casa” como sugere a interrogação. Além dos idosos, pacientes de pós-operatório como bariátrica, acidentes, deficientes físicos e grávidas. Às vezes, um simples exame médico como uma endoscopia se torna um problema pra quem vive longe da família. Neste caso, na Dila Oliveira oferece a possibilidade de contratação para apenas este serviço de acompanhamento. Nossa empresa com sede no Rio de Janeiro possui 21 anos de experiência e está à disposição de quem necessite. Mas com uma grande diferença: o jeito Dila de Cuidar. Nossos serviços com tradição familiar foram passados de mãe para filhas: Dila Oliveira para Herica Oliveira e Monara Victorino.  As sócias da empresa. Dila Equipe de Saúde Domiciliar Nossa equipe de cuidadores de idosos…

Fisioterapia para idosos com demência

Em todo o mundo, a demência tem aumentado significativamente, acarretando em alto custo para o tratamento e acompanhamento dos idosos acometidos, já que não apresentam cura e são, em grande parte, progressivas. Em geral, dentre os prejuízos cognitivos na demência, incluem-se os do pensamento, da memória, da compreensão, da orientação, da linguagem, da capacidade de aprendizagem, do cálculo, do pensamento abstrato e do julgamento. Para o diagnóstico é essencial que esses prejuízos causem comprometimento significativo nas atividades profissionais, ocupacionais e sociais do indivíduo. As perdas cognitivas nas demências, como já mencionadas anteriormente (dependendo das suas causas e localização dos danos cerebrais), em suas progressões clínicas, surgem alterações que se manifestam fisicamente nos idosos. Como por exemplo: os prejuízos na marcha, incoordenação motora, tremores, lentidão dos movimentos, instabilidade postural, dentre outros. O papel do fisioterapeuta na abordagem de um idoso com demência é complementar às abordagens das demais categorias da saúde.…