Preparar refeições para idosos pode ser um grande desafio. Afinal, é preciso seguir as orientações de médicos, sem abandonar um sabor que desperte o apetite. Além disso, não são raros os casos em que, com o avançar da idade, os pacientes enfrentam dificuldades para mastigar ou mesmo engolir os alimentos. Por essas e outras razões, a sopa para idosos acaba sendo uma ótima opção de cardápio.

Muitas pessoas encaram esse alimento como algo insosso, no entanto, escolhendo bem os ingredientes e aliando a um preparo cuidadoso, essa sopa pode ser um prato saboroso e nutritivo. Quer ver como?

Neste artigo, vamos mostrar uma receita comum, mas bastante benéfica: a sopa de ervilha. Veremos como esse ingrediente é repleto de vantagens para o organismo dos idosos. Continue a leitura para conferir!

Os benefícios da sopa para idosos

Todo ano é a mesma coisa: quando as temperaturas baixam, a procura de sopas aumenta. E não à toa, pois sabemos que elas são versáteis e de simples preparo. Para os idosos, são ainda mais indicadas, uma vez que são fáceis de serem ingeridas e digeridas — especialmente no período noturno, em que o metabolismo acaba ficando ainda mais lento.

Além disso, as sopas para idosos permitem diversas combinações de ingredientes, para que atendam às exigências nutricionais prescritas pelo especialista, contendo vegetais, fibras, proteínas e sais minerais. E um ótimo exemplo, como dissemos, é a sopa de ervilhas.

As vantagens da ervilha na terceira idade

A ervilha é uma leguminosa, assim como o feijão, e bem interessante para se incluir na dieta em virtude de seus vários benefícios. Na terceira idade, esse ingrediente pode contribuir muito para a manutenção da qualidade de vida e bem-estar do paciente, além de trazer um sabor especial à mesa.

Podemos citar como principais benefícios da ervilha:

  • baixo nível calórico, ideal para dietas mais restritivas de controle de peso;
  • alto teor de proteína, o que ajuda a manutenção da massa magra;
  • ação anti-inflamatória natural, ajudando processos de cicatrização e recuperação;
  • auxílio à prevenção de doenças cardíacas;
  • fortalecimento do sistema imunológico;
  • combate à hipertensão;
  • atuação na manutenção do sistema nervoso saudável;
  • boa quantidade de minerais como cálcio, o que fortalece os ossos;
  • atuação na prevenção de doenças degenerativas, como Alzheimer;
  • alto teor de fibras, que melhora o funcionamento do intestino.

Como fazer uma sopa de ervilha

Agora que você já sabe os benefícios da ervilha para os idosos, é hora de ver como incluir esse alimento nutritivo em suas refeições, não é mesmo? Por isso, trouxemos uma receita de sopa de ervilha bem prática e saborosa.

Em uma panela de pressão, refogue alho e cebola em uma porção de óleo (pode ser óleo de coco, azeite ou gordura de porco, desde que em pequena quantidade). Em seguida, acrescente, aproximadamente, 300 g de ervilha em 1 litro de água. Deixe-os cozinhando por cerca de 20 minutos e abra a panela para mexer o caldo e soltá-lo do fundo da panela.

Nesse momento, você pode incluir uma carne magra e outros legumes na mistura, para que fique mais completa. Em seguida, retorne com a sopa para a pressão e deixe-a cozinhar por mais 20 minutos. Por fim, corrija o tempero — mas não se esqueça de economizar no sal e usar apenas condimentos naturais, pois eles não prejudicam a saúde. Está pronta!

Então, o que achou dessa receita de sopa para idosos? Lembre-se de que você poderá sempre incrementar o seu preparo com outros ingredientes saudáveis e igualmente saborosos.

E agora, se gostou do nosso conteúdo, compartilhe essa dica nas suas redes sociais!

Escreva um comentário

Share This