Você sabe o que é etica no trabalho? Trata-se basicamente do respeito no ambiente em que você atua profissionalmente, bem como pelas pessoas que nele se encontram. Essa postura é o que ajuda a manter a convivência harmoniosa no local de trabalho.

Para quem quer entrar no mercado, sobretudo como cuidador de idosos, profissão que exige paciência contínua, esta é uma característica primordial que deve ser adquirida. Ficou interessada? Então continue a leitura!

Mantenha a postura profissional 

Antes de qualquer coisa, é necessário o interesse pela profissão e suas funções. Por essa razão, é importante que esse profissional busque qualificação na área, visto que o trabalho exige comprometimento absoluto. 

A postura profissional de um cuidador de idosos deve levar em consideração, além da pessoa cuidada, a família e o domicílio. É preciso manter o papel profissional, embora os laços possam se estreitar devido à proximidade e convivência. Também é indispensável deixar de lado os achismos e conviver de forma amigável, buscando sempre o bem-estar de todos a sua volta.

Conversas paralelas, comentários maldosos, julgamentos e assuntos que não sejam a respeito do ofício não devem existir no ambiente de trabalho de um cuidador de idosos. Além de antiprofissional, essa postura pode gerar uma série de problemas entre contratante e contratado. 

O diálogo é necessário, mas é preciso saber os limites do bom senso e do profissionalismo. O cuidador precisa conversar com o idoso para ter um melhor rendimento do trabalho, assim como para fazer avaliações junto à família sobre os avanços conseguidos, tudo de forma neutra e imparcial, visando a qualidade do serviço. 

Cumpra com cautela as suas obrigações 

A conduta do cuidador deve ser baseada no cumprimento das obrigações que foram designadas: educação ao tratar o idoso e demais pessoas envolvidas; e comportamento adequado no ambiente de trabalho. A apresentação pessoal também conta: mesmo o trabalho sendo na casa do cliente, é importante que sejam usadas roupas apropriadas, assim como a pontualidade deve ser prezada, evitando atrasos.

Outro fator importante para a postura profissional e a ética no trabalho, é a relação de ajuda. Isso permite ao idoso o reestabelecimento da sua autonomia por meio dos cuidados do profissional. É preciso que não haja apenas a presença física do cuidador, mas também a relação de escuta, atenção e empatia.

Já as conversas com o idoso e seus familiares, devem ser feitas de forma não invasiva, mesmo que muitas vezes o vínculo criado possa confundir os limites. O tom de voz deve ser suave, sem gritos e uso de palavrões. 

Tenha etica no trabalho e evite problemas 

Nunca o cuidador de idosos deve demonstrar juízos de valor em relação ao paciente, maltratando ou ameaçando o seu bem-estar. Afinal, o abandono também é uma forma de maus-tratos, visto que existe a ausência da responsabilidade para o qual foi designado. Além do mais, caso o cuidador venha a saber de maus-tratos contra o idoso por parte dos familiares, é necessário denunciar. 

Por fim, é preciso ter a consciência da etica no trabalho, já que o comportamento do cuidador influencia o idoso tanto positivamente como negativamente. Desse modo, é importante, ao final do dia, fazer uma autoanálise sobre o trabalho e verificar se em algum momento houve falhas que possam ser corrigidas.

Agora que você já sabe a importância da ética no trabalho de cuidador de idosos, veja 5 habilidades para cuidar de idosos e aprenda como desenvolvê-las!

Escreva um comentário

Share This