Os dias atuais têm se mostrado bem diferentes daqueles do passado, não é mesmo? Afinal, diante de tantas inovações tecnológicas e mudanças comportamentais, vemos pessoas mais ativas e independentes, principalmente as da terceira idade. Um dos fatores responsáveis é o aumento da prática do pilates para idosos!

E isso ocorre não por acaso! A atividade está diretamente associada ao aumento da qualidade de vida. Ela reduz dores, ajuda a prevenir doenças, diminui o risco de lesões, aumenta o equilíbrio, fortalece a musculatura e promove sensação de bem-estar.

Continue a leitura e entenda os benefícios que o pilates para idosos pode trazer no dia a dia de quem o pratica e, consequentemente, na vida da família que convive com uma pessoa da terceira idade!

Reduz as chances de quedas

As quedas costumam ser comuns entre as pessoas acima dos 60 anos. Com o passar do tempo, elas tendem a perder parte da visão, a enfraquecer os músculos e a ter menos equilíbrio. Assim, os riscos de caírem e se machucarem tornam-se maiores.

Em contrapartida, as técnicas utilizadas no pilates ajudam a minimizar os efeitos provocados pelo envelhecimento, tendo como base os seguintes pontos:

  • controle da respiração;
  • aumento da concentração;
  • promoção da flexibilidade.

Por isso, a atividade assegura mais estabilidade e equilíbrio para os idosos, desde que seja ministrada por fisioterapeutas capacitados e treinados para tal fim.

Previne a osteoporose

A partir dos 35 anos, é natural que o corpo comece a perder massa muscular, já que a falta de nutrientes, como o cálcio, provocam o temido enfraquecimento dos ossos. Mas afinal, qual é a relação disso com o pilates?

Na verdade, a atividade é considerada um excelente tratamento para combater e prevenir a osteoporose porque promove o fortalecimento da ossatura, ainda que em longo prazo. Além disso, devido à metodologia utilizada, o pilates não provoca lesões, nem sobrecarrega os ossos.

Ademais, podemos acrescentar que os movimentos de tração e tensão favorecem aspectos ligados à força e à flexibilidade, uma vez que promovem a remodelação óssea.

Melhora a circulação sanguínea

Um dos princípios do pilates para idosos é utilizar métodos certos durante os exercícios. Assim, a prática constante da atividade previne a má circulação. Para que o fluxo venoso seja adequado, é preciso que os músculos do abdômen trabalhem de acordo com a respiração.

Quando feita de modo incorreto, a respiração pode provocar sérios danos ao organismo, sendo o mais comum a repreensão do ar, o que tende a aumentar a pressão intra-abdominal.

Além disso, a respiração correta minimiza os riscos de o idoso sofrer um Ataque Vascular Cerebral (AVC), pois promove uma melhora da circulação sanguínea. O pilates também auxilia no tratamento de pacientes que já tiveram derrames.

Você acaba de conhecer alguns dos benefícios do pilates para idosos, cuja prática rotineira visa promover a saúde e o bem-estar na terceira idade. Contudo, consulte o médico antes de iniciar os exercícios, assim como um fisioterapeuta que possa acompanhar adequadamente o praticante.

Se gostou do artigo, compartilhe-o nas redes sociais para que mais pessoas conheçam os benefícios dessa atividade!

Escreva um comentário

Share This