Competitividade + imediatismo = Pensamento Acelerado

Vivemos numa época de pensamentos acelerados, rotinas desgastantes e cada vez menos tempo para refletir o que acontece diariamente. Acabamos consumidos pelo automatismo e pela falta de consciência dos nossos atos. Somos uma sociedade representada, em grande parte, por indivíduos imediatistas e superficiais.Estamos nos acostumando com a pouca profundidade nas relações, com a atenção prejudicada, a falta de olhar nos olhos com interesse.

Pensamento acelerado – A competitividade é enorme!

Junto com o egoísmo, nos falta compaixão, não ouvimos atentamente o que o outro nos diz, e é cada vez mais difícil enxergar cada indivíduo sem julgamentos.

O que isso tem de errado?

Ocorre um desgaste, uma perda de energia, uma necessidade de controlar as pessoas e os acontecimentos. Também falta comprometimento, falta responsabilidade nos relacionamentos e a comparação com o desempenho dos outros (em todas as áreas da vida) nos torna extremamente vulneráveis.

Nossa saúde mental é afetada gradativamente, até que entramos em sofrimento e não sabemos o que fazer para mudar. Não somos ensinados a viver em equilíbrio, a lidar com as emoções.

Os remédios são usados em excesso para melhorar um sintoma, e não para curar a raiz do problema. São exigidos resultados ultrarápidos porque a impaciência comanda os pensamentos precipitados.

Chegamos num momento em que a saúde mental não pode mais ser ignorada! Necessitamos desacelerar, com urgência e trazer a consciência para o momento presente.

Estamos sendo convidados a despertar, a reprogramar a mente para viver com leveza.

Devemos seguir respeitando nossas limitações com gentileza, ficando atentos para não paralisar nas dificuldades. Vista-se com essas palavras: Superação, transformação e evolução.

É tempo de mudar os padrões que se repetem, de cuidar da mente, de viver sem dor, sem escassez, reclamação e sofrimento. Podemos e merecemos escrever a melhor versão da nossa história! É apenas uma questão de escolha. Escolha ser feliz.

Juliana Morais | Instrutora de Thetahealing, Master em Pnl, Coach, Hipnoterapeuta e faz residência médica

1 Comment

  1. Pingback: Insônia - causas, dicas, tratamentos

Escreva um comentário

Share This