Aqui vão algumas dicas, longe de esgotar uma lista e ser unanimidade, mas que podem ajudar a você viver bem melhor e com mais esperança com o passar dos anos.  Para você não achar que após a meia-idade começa o final da vida com muito cansaço e indisposição.


Tudo depende de como você se posiciona diante da vida.


O idoso a partir de 60 anos vai acrescentando idade sem sofrer com isso. Não faz de seus erros um arrependimento e nem de seus acertos um ponto final.  Faz tudo para não reclamar enxergando lado bom da vida.

O velho não ganha tempo, ele perder tempo com a chegada de mais uma idade, pois não suporta pensar no envelhecimento. Ele não vê futuro em nada que tem pela frente. É só lamentação.

O idoso mostra alegria a cada dia que vive, mesmo quando está em circunstâncias adversas.   Procura ser sábio para quem precisa com base no que já viveu.

O velho nunca é otimista e é daqueles que sempre acha que vai chover, quando está para abrir o maior sol.  Já o idoso vive como uma criança sempre de bom humor estendendo a mão para todos com muito prazer e carinho.

Uma pessoa velha vive a velhice no espírito e o idoso vive a sua eterna criança, mas agora com mais conhecimento e desfrutando das oportunidades que há para se viver bem. Viver um novo grande amor ou valorizar o que já existe, conquistando o tempo como ato único.

O velho acha que está tarde para recomeçar, se permitir novas chances. Ao contrário, o idoso busca total encantamento em tudo, porque entende o que vale é que a vida deve ser vivida com muita paixão.

Prepare-se! Seja um idoso, não um velho. Renove-se a cada dia.

 

Se precisar de alguma informação, entre em contato pelo Whatsapp. 

× Fale com a Dila!