Azul marinho é a cor da esperança no mês de março
na campanha de prevenção do câncer colorretal

Março Azul-Marinho é o mês da campanha voltada ao debate sobre a prevenção do câncer colorretal e ninguém pode ficar de fora.

É tempo para alertar sobre o cuidado com a doença que vem assustando muito brasileiros. Conhecida também como câncer de cólon e reto.

Vamos falar sobre o câncer colorretal? De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), a estimativa é que haja, para cada ano do triênio de 2020-2022, cerca de 20.540 casos de câncer de cólon e reto em homens e 20.470 em mulheres.

São tumores que acometem o intestino grosso que é subdividido em cólon e reto.

Com o envelhecimento da nossa população os idosos são cada vez mais o foco para uma grande atenção de quem cuida, seja parente ou um profissional. Há uma boa parcela dessa faixa etária que vem sendo chamada de “idosos extremos” com idade superior a 75 ou 85 anos.

A campanha Março Azul-Marinho alerta para tumores que surgem no intestino grosso, especificamente no final do intestino (cólon e reto). O diagnóstico pode ser feito por exame de sangue oculto nas fezes e colonoscopia.

O que pode provocar o câncer colorretal? Má alimentação, já que tudo indica que o câncer colorretal está associado a dietas gordurosas, hipercalóricas, pobres em fibras e com excesso de carne vermelha e/ou processada.

Sintomas que merecem atenção

  • Emagrecimento sem motivo
  • Sangue nas fezes
  • Anemias de repetição
  • Cansaço e indisposição sem razão
  • Mudanças nos hábitos intestinais sem motivo (diarreia frequente ou constipação)

A regular consulta com um cirurgião oncológico é indicada se você tiver algum desses sintomas, pois geralmente estão associados ao câncer de intestino, um dos tipos mais comuns de câncer entre os brasileiros.

Com tudo isso, não podemos esquecer de alguns fatores de risco para o aparecimento da doença: herança genética, obesidade, sedentarismo, tabagismo e consumo exagerado de alimentos processados, carne vermelha e bebidas alcoólicas.

A prevenção e o diagnóstico precoce, por meio do exame de colonoscopia, são essenciais para diminuir a incidência desses tumores, aumentar as chances de cura e preservar a qualidade de vida dos pacientes.

Visite seu médico para prevenção e procure ajuda se sentir um dos sintomas relacionados.

 

Se precisar de alguma informação, entre em contato pelo Whatsapp. 

× Fale com a Dila!