Muitas pessoas com idades avançadas realizam atividades de maneira independente, já outras necessitam da ajuda de um cuidador de idosos para realizarem tarefas simples do dia a dia. Mas, você sabe como deve ser a relação da família do idoso e cuidador? 

Afinal, os familiares do idoso e o profissional contratado devem manter uma boa relação, a fim de garantir o bem-estar e a saúde do paciente, assim como a harmonia do lar. 

Pensando nisso, a seguir mostraremos como manter o bom convívio entre as pessoas que estão assistindo ao idoso, de forma a gerar um ambiente mais agradável para todos!

Qual é a função do cuidador de idoso?

A princípio a família se dedica aos cuidados com o idoso, oferecendo carinho e atenção nas tarefas cotidianas. Contudo, nem sempre as pessoas estão preparadas para atender as necessidades da pessoa mais velha e, por isso, necessitam contratar um profissional capacitado. Com isso, caberá ao cuidador de idoso desempenhar algumas das seguintes funções:

  • acompanhar o idoso ao sair de casa;
  • cuidar da alimentação do paciente;
  • administrar os horários das medicações;
  • ser gentil com o idoso;
  • ser responsável pela higiene do paciente (banho, troca de fraldas etc);
  • observar alterações de comportamento e hábitos do idoso.

Como deve ser a relação da família do idoso e cuidador? 

Para que o idoso seja bem assistido é necessário que a família e o cuidador mantenham uma boa relação. Educação, gentileza, empatia e responsabilidade são habilidades essenciais no trato com as pessoas. 

A seguir, destacamos as principais dicas para otimizar o convívio entre ambas as partes. Veja!

Valorize a história de vida do idoso

Ao longo da vida, acumulamos histórias que devem ser preservadas! Manter viva essas lembranças ajudam a estimular a mente do idoso e a preservar os seus sentimentos. Portanto, peça a família que conte boas histórias sobre a vida do paciente e converse com ele a respeito. Sempre, é claro, em um tom positivo!

Respeite as diferenças

Outro ponto a ser destacado é que cada membro da família tem personalidade própria e age de maneira diferente com o idoso. Por isso, é importante que o cuidador observe o jeito de ser de cada um e não interfira no comportamento alheio. Lembre-se que a família é do paciente e não sua!

Seja responsável

Ainda é válido dizer que as orientações dos familiares e médicos devem ser seguidas pelo cuidador de idoso. Em vista disto, não julgue, questione ou desobedeça tais ordens. Apenas cumpra as tarefas que lhe forem designadas e reporte o dia a dia do paciente aos membros da família.

A relação amistosa entre família do idoso e cuidador devem ser mantidas durante todo o período de convivência. Assim, a confiança mútua entre os familiares e o profissional é fundamental para preservar o bem-estar do paciente, assim como sua integridade física e mental. Portanto, seja sempre gentil e compreensivo com todos! 

Quer se aperfeiçoar como cuidador de idosos? Então não deixe de entrar em contato conosco! Temos cursos para formar profissionais qualificados, por meio de treinamentos comportamentais e técnicas de PNL.

Escreva um comentário

Share This