Lidar com as nossas próprias emoções nem sempre é fácil. Vivemos em constante busca por meios de alcançar o equilíbrio entre razão e emoção, já que exageros nunca são benéficos. Apesar do desafio, manter o equilíbrio emocional é essencial para o nosso bem-estar, relacionamentos e até na vida profissional.

Pensando nisso, o artigo de hoje vai explicar o que é equilíbrio emocional, como conquistá-lo e de que maneira isso impacta na carreira de cuidador de idosos, uma profissão que exige muita dedicação e empenho. Confira!

O que é equilíbrio emocional

O equilíbrio emocional, também conhecido como controle das emoções, é a capacidade de lidar com os sentimentos, levando em consideração cada contexto no qual a pessoa está inserida. Ter o domínio das emoções basicamente significa que você consegue se adaptar às mais diversas situações da melhor maneira possível, seja em relação a você mesmo ou em relação às pessoas com as quais se relaciona.

Podemos entender o equilíbrio emocional como uma ponte entre a razão e a emoção que nos leva às decisões mais sensatas. Isso porque, se pensarmos excessivamente pelo lado racional, deixamos de viver e experimentar emoções. Ao passo que, quem prioriza as decisões levando em conta as emoções, costuma agir de forma mais impulsiva, gerando certo desconforto social com os demais.

Dessa forma, o conhecimento das emoções e sentimentos é o primeiro passo para encontrar o equilíbrio e descobrir a forma mais saudável de encarar a vida, pois desenvolve a empatia e gera maior estabilidade e adequação aos conflitos ao redor.

Ter o controle emocional pode trazer diversos benefícios para o dia a dia, pois torna mais fácil manter o foco e aumenta as chances de manter atitudes corretas perante as mais diversas situações. Ou seja, o equilíbrio emocional é fundamental para o sucesso em qualquer carreira profissional, incluindo a de cuidador de idosos, como veremos ainda neste post.

Dicas para cuidar melhor das emoções

Justamente por ser tão importante em nossos relacionamentos e na vida profissional, listamos 4 dicas valiosas para alcançar o equilíbrio emocional. Vamos lá?

1. Diminua as expectativas

A maior parte das coisas que planejamos ao longo da vida têm grandes chances de sair totalmente fora do esperado ou mesmo dar errado. Por essa razão, criar expectativas em torno de algo ainda incerto pode não ser o caminho mais adequado para quem busca equilíbrio emocional.

Isso não significa que você precisa eliminar as expectativas por completo, pois elas fazem parte da vida de qualquer ser humano. Porém, é preciso evitar apoiar-se unicamente nessas expectativas para evitar a frustração. Uma dica é tentar focar mais no presente  e nos caminhos para alcançar seus sonhos, evitando viver em função de incertezas. Dessa forma, é possível reduzir as chances de sofrer decepções, irritações desnecessárias ou se tornar frágil emocionalmente.

2. Procure solucionar os problemas

Você é daquelas pessoas que, quando enxerga um problema, reclama e pensa em desistir? Esse não é o melhor caminho. Se você deseja ter controle emocional, procure solucionar os problemas com os quais se depara.

Seja na vida pessoal ou na vida profissional, encarar os problemas de frente vai te dar mais autonomia, e resolvê-los é uma boa forma de aumentar a autoconfiança e o fortalecimento emocional.

3. Busque um objetivo e se inspire

Defina objetivos que você pretende alcançar e não deixe de sempre se perguntar a razão pela qual está buscando por isso. Com as metas em mente, é muito importante identificar algo que te inspire a se manter nesse caminho. Isso fará com que seu lado emocional se torne mais forte, impedindo que você desista no primeiro obstáculo.

4. Siga em frente

Tão importante quanto solucionar problemas ou traçar objetivos é saber reconhecer quando não dá mais para insistir em uma situação que não lhe faz bem.

Lembre-se que, mesmo que algum projeto não saia como esperado, isso não deve ser motivo para você sentir que fracassou. Saber lidar com as situações adversas e entender quando é hora de seguir em frente demonstra maturidade emocional.

Equilíbrio emocional e cuidado com idosos

Como vimos, o equilíbrio emocional é fundamental para manter boas relações na vida pessoal e no trabalho. Trata-se de um fator importante na profissão de cuidador de idosos, visto que, ao lidar com pessoas mais vulneráveis física e psicologicamente, as nossas emoções precisam estar em sintonia com a proposta do trabalho.

Cuidar de idosos é uma atividade que exige um preparo emocional muito grande, já que estamos diante de pessoas que têm sentimentos e que estão passando por uma fase delicada da vida.

Muitas vezes os idosos ainda estão se adaptando às mudanças proporcionadas pela idade, como a dificuldade de realizar tarefas diárias, se movimentar, ou mesmo perder a autoridade diante das pessoas, diferente de antigamente. É preciso lidar com essas situações com calma e discernimento já que, da mesma maneira que não é fácil para você, também não é para essas pessoas.

O equilíbrio emocional ajuda a ter empatia para lidar com as raivas e frustrações do idoso diante de suas fragilidades. É preciso utilizar sua capacidade de solucionar problemas para desenvolver atividades com idosos que os façam se sentir úteis e especiais. Uma dica é pedir conselhos sobre situações da vida pessoal do idoso ou mesmo deixar que ele decida, quando possível, sobre o seu próprio tratamento.

Outro ponto importante nessa relação é: não resolva tudo sozinho! A capacidade de solucionar os conflitos do dia a dia também envolve se abrir com a família do idoso e pedir ajuda sempre que preciso. Afinal, além de você reconhecer sua incapacidade diante de algum problema, os familiares conhecem melhor o paciente e podem dar boas dicas.

Quem trabalha com o cuidado de idosos precisa estar ciente que, a cada dia, novos desafios podem surgir. Por essa razão, se você não tiver um equilíbrio emocional, além de não poder desempenhar seu papel de cuidar da melhor maneira, também poderá absorver para você o sentimento negativo.

Por isso, procure seguir as dicas para lidar bem com as emoções, tire um tempo para descansar e pensar nos rumos da sua vida sempre que preciso. Se você estiver bem, seu trabalho também ficará bem.

E aí, o que achou deste post? Quer saber mais sobre o trabalho de cuidador de idosos? Entre em contato conosco e teremos o prazer de tirar todas as suas dúvidas!

Escreva um comentário

Share This