Os exercícios físicos são atividades recomendadas para todas as faixas etárias e, no caso da terceira idade, uma das práticas mais simples e adotadas é a caminhada. Ela é responsável por oferecer diversos benefícios, além de ser uma excelente forma de socialização para os mais velhos.

Dessa maneira, é essencial, enquanto cuidador, manter o seu paciente ativo fisicamente, pois isso colabora para as diversas fases do acompanhamento. Sem contar que diversos distúrbios e doenças podem ser evitados com a alternativa, favorecendo a melhoria do bem-estar da pessoa.

Ficou curioso? Então continue a leitura e entenda a importância e as principais vantagens de fazer uma caminhada com idosos. Acompanhe!

Qual é a importância da caminhada com idosos?

As caminhadas são responsáveis por reduzir o peso acumulado, a sensação de dor nas pernas e ainda oferece um potencial enorme para melhorar a longevidade de uma pessoa. Por isso mesmo, ela é extremamente eficaz em diversos quadros e frequentemente associada com a diminuição da probabilidade de doenças.

Os exercícios podem ser realizados a qualquer hora do dia, lembrando apenas de não expor o idoso a temperaturas muito altas. O ideal é praticar, em média, 10 minutos por dia e, ao menos, 2 horas por semana para que os benefícios sejam assimilados pelo organismo do paciente.

Quais são os benefícios da prática diária da caminhada?

Qualquer tipo de atividade física promove o aumento da qualidade de vida. Em geral, a serotonina, uma substância capaz de regular o humor, o sono, o apetite, entre outros, é acionada nas caminhadas. Assim, o cérebro capta que alguma ação prazerosa está sendo estimulada, contribuindo para o bem-estar físico e emocional. Confira, a seguir, quais são os principais benefícios adquiridos nos passeios:

Ajuda na manutenção das articulações

Uma das vantagens mais significativas é o fortalecimento das articulações e a disposição contínua que o paciente adquire. Mesmo parecendo um exercício bastante simples, ele é superimportante para manter o corpo ativo, inclusive para os casos em que a pessoa manteve-se sedentária por grande parte da vida.

Melhora a saúde mental

Outro grande motivo para inserir a caminhada na rotina do idoso é em relação ao aumento da sua autoconfiança e, ainda, como forma de evitar o tão temido estresse. Dessa maneira, o paciente torna-se muito mais imune a pensamentos negativos ou fantasiosos, além de ser uma ótima oportunidade de socialização.

Promove a autoestima

A autoestima é responsável por manter o bom humor, gerar bem-estar e promover a autonomia. Com isso, as chances de elevar a qualidade de vida tornam-se uma realidade possível de ser alcançada. Lembre-se de que muitos idosos sofrem com as instabilidades naturais desse período, o que faz com que se sintam incapazes e inativos.

Combate a depressão

A depressão é um quadro complicado que pode atingir os seres humanos em qualquer momento. Ela é uma das patologias mais difíceis de serem superadas e, principalmente no caso da terceira idade, a tendência de sentir seus impactos aumenta consideravelmente. Assim, o cuidador deve manter um diálogo aberto e adquirir a confiança da pessoa a fim de entender quais são as suas principais insatisfações e vulnerabilidades.

Como visto, a caminhada com idosos é uma opção simples e que oferece inúmeros benefícios a curto e longo prazo. O paciente deve ser consultado previamente antes de inserir a atividade em sua rotina, inclusive para entender se a prática pode acabar gerando algum mal-estar físico. De qualquer maneira, lembre-se de que o exercício é recomendado para todas as fases e idades da vida.

Gostou do artigo? Caso deseje se manter por dentro do assunto, siga-nos no Facebook e receba todos os nossos conteúdos diretamente no seu feed de notícias. Até a próxima!

Escreva um comentário

Share This