Estágio –  a prática fundamental e necessária para o estudante atuar com excelência no mercado
Fique sabendo

O Projeto de Lei 284/2011, aprovado pelo Senado no dia 17 de outubro de 2012, regulamentou a profissão de cuidador de pessoa idosa. Para atuar na área, o candidato deve ter mais de 18 anos, ensino fundamental completo e, ainda, curso de qualificação específico, em uma instituição reconhecida pelo Ministério da Educação.

Neste artigo, falaremos mais sobre a carreira de cuidador e a importância do estágio nesse ramo profissional. Se você se interessa pelo assunto, continue acompanhando e saiba mais!

A profissão de cuidador de idosos

O cuidador de idosos está habilitado para promover o bem-estar e qualidade de vida de pessoas da terceira idade, que por algum motivo encontram-se debilitadas. Entre as funções a ele atribuídas estão:
  • cuidar da higiene pessoal do assistido;
  • preparar as refeições do idoso de acordo com as orientações nutricionais;
  • ministrar os medicamentos de acordo com as prescrições médicas;
  • prestar auxílio nas atividades cotidianas;
  • manter contato periódico com os familiares.

A importância do estágio

É através do estágio que o estudante desenvolve na prática as habilidades adquiridas durante o curso. O estágio curricular ou supervisionado facilita a entrada do futuro profissional no mercado de trabalho e tem o objetivo de fornecer o aprendizado social.

Entre os benefícios que o estágio proporciona estão o desenvolvimento de habilidades práticas, a independência financeira, a experiência profissional e a possibilidade de novos contatos na área.

Há empresas no mercado que dispõem de plano de carreira, a fim de desenvolver habilidades e competências do estagiário e, futuramente, torná-lo efetivado.

Outra importância do estágio é proporcionar ao estudante a experimentação prática de várias disciplinas abordadas durante o curso. Ao conhecer o dia a dia da profissão, a pessoa pode dizer se o que ela procura é realmente aquilo que ela deseja.

O estágio do cuidador de idosos

Geralmente, o estágio do cuidador de idosos pode ser feito em conjunto com profissionais especializados, em locais como asilos, hospitais, clínicas e casas de saúde. Ainda existe a possibilidade de estagiar na casa do acompanhado, desde que essa função seja supervisionada por um profissional capacitado.

O estagiário do curso de cuidador de idosos desenvolve habilidades práticas em saúde, higienização, nutrição, medicação e atividades práticas que promovam o bem-estar do idoso.

Sobre visita técnica

Enquanto o estágio tem como objetivo a consolidação do conhecimento do estudante e a adaptação comportamental da profissão em questão, a atividade da visita técnica visa o encontro do mundo acadêmico com o universo da profissão escolhida, o que confere ao estudante uma visão mais ampla da realidade.

A visita técnica proporciona ao futuro profissional a observação real do ambiente de uma empresa em pleno funcionamento. Também é possível averiguar os aspectos teóricos que a regem.

Portanto, pode-se concluir que a importância do estágio é muito grande para o desenvolvimento da carreira do cuidador de idosos. Isso porque, diferentemente do emprego tradicional, ele mostra ao estudante as habilidades, as competências e experiências daquilo que se aprende no curso.

Se você tem interesse na carreira de cuidador de idosos, aproveite para visitar o site Dila Oliveira e descubra mais sobre a história da empresa, a área de atuação e os cursos oferecidos. Entre em contato e tire todas as suas dúvidas!

Escreva um comentário

Share This