Cuidador de Idoso uma carreira em ascensão

 

Segundo dados do IBGE, entre 2012 e 2016, a população acima dos 60 anos de idade cresceu 16% no Brasil, algo em torno de 29,6 milhões de pessoas. Isso significa que o brasileiro está envelhecendo e, consequentemente, necessita de uma infraestrutura especializada que atenda as necessidades dessa parcela populacional.

Entre todas as ações que despontam nesse segmento, encontra-se a crescente procura pelo emprego de cuidador de idosos. O mercado tem absorvido bem esses profissionais e promete boa remuneração na área.

Veja a seguir alguns pontos que devem ser considerados antes de ingressar nesse mercado de trabalho.

A importância da profissionalização

Antes de mais nada, é necessário dizer que o cuidador de idosos é designado para promover o bem-estar de pessoas idosas, que necessitam de maiores cuidados.

O candidato deve ter interesse em desenvolver-se profissionalmente. É recomendado que se tenha certificação profissional, obtida por meio de cursos que o mercado oferece atualmente. Procure por uma instituição de ensino que tenha tradição e compromisso com a verdade.

Os cursos oferecem diversas disciplinas, tais como: habilidades básicas e específicas da profissão; o conhecimento do Estatuto do Idoso – Lei 10.741/03; prevenção de acidentes; noções de alimentação e higiene pessoal, entre outras.

As funções de um cuidador de idosos

Dentre as principais funções de um cuidador de idosos, podemos destacar as seguintes:

  • seguir os horários determinados pelos médicos e familiares, para ministrar os medicamentos e conferir constantemente a validade destes;
  • estar atento às reações físicas (náuseas e vômitos, por exemplo) e mudanças comportamentais (crises de agressividade) e comunicá-las imediatamente aos familiares;
  • organizar os horários das refeições e do banho do idoso. Estar atento às necessidades fisiológicas dele;
  • organizar a distribuição de móveis e objetos no ambiente, para que não ocorram acidentes.
  • Outras funções do cuidador de idosos:

  • não discutir com o idoso sobre suas convicções políticas e religiosas. Lembre-se de que o respeito ao próximo é fundamental;
  • estimular leituras de livros e jornais, a fim de manter o idoso ativo intelectualmente;
  • ajudar em atividades das quais o idoso encontre alguma limitação;
  • promover atividades ao ar livre e participar de atividades esportivas, segundo as orientações dadas pelo médico.

Sobre o emprego de cuidador de idosos

Se ao ler o texto até aqui, você se identificou com o emprego de cuidador de idosos e pretende atuar na área, fique atento às dicas que daremos a seguir:

  • o campo de atuação mais comum são os atendimentos por domicílio. No entanto, cresce o número de vagas em locais como centros de convivência, hospitais e clínicas particulares;
  • o cuidador de idosos pode ser contratado como funcionário pelo regime CLT ou ser cadastrado no MEI;
  • em uma entrevista de emprego de cuidador de idosos, o candidato deve mostrar-se motivado, evitar gírias e expressões de mau gosto, vestir-se discretamente e sinalizar disponibilidade de horário.

Agora que você já sabe como conseguir um emprego de cuidador de idosos, é importante destacar que esse trabalho cresce exponencialmente em nosso país. Portanto, todo o investimento na área é valido. Não perca tempo e busque profissionalizar-se o quanto antes!

Restou alguma dúvida quanto ao assunto abordado? Gostaria de compartilhar suas experiências? Deixe tudo nos comentários!

Escreva um comentário

Share This