Com o envelhecimento, o corpo passa por diversas transformações e algumas pessoas acabam sentindo mais o peso da idade do que outras, como os pacientes que, em virtude de alguma doença ou fragilidade momentânea, precisam ficar acamados.

Cuidar de idoso acamado é uma situação que exige algumas medidas especiais, além de um treinamento adequado do cuidador para ajudar o paciente a ter mais qualidade de vida,  mesmo nessas situações mais frágeis.

Pensando nisso, neste artigo, preparamos uma lista com alguns cuidados básicos para cuidar de idosos nessa situação da maneira correta. Se você ficou interessado no assunto, leia até o final!

Cuide da higiene pessoal

A higiene de um idoso acamado é fundamental para evitar o acúmulo de sujeira, que pode estimular a proliferação de bactérias, e também para proporcionar a sensação de bem-estar ao paciente.

Para lidar com um paciente que está de cama é preciso ter os seguintes cuidados de higiene:

  • dar banho pelo menos a cada dois dias (se o paciente puder se locomover, utilize a cadeira de banho no banheiro; caso contrário, o banho terá que ser na própria cama;
  • lave o cabelo pelo menos uma vez por semana;
  • trocar a roupa do paciente todos os dias e quando ele se sujar;
  • trocar a roupa de cama periodicamente para evitar acúmulo de sujeira e suor;
  • escovar os dentes no mínimo duas vezes por dia, principalmente após as refeições;
  • cortar as unhas e outros cuidados de higiene de acordo com a preferência do idoso, como fazer a barba, depilação, dentre outros.

Em relação ao cuidado com fezes e urina é preciso ter atenção. Caso o idoso tenha consciência e consiga se deslocar até o banheiro com auxílio, prefira que ele faça de maneira mais autônoma possível. Se houver necessidade de fralda, troque assim que estiver suja.

Facilite as refeições

Cuidar de idoso acamado também exige cuidados com a sua alimentação. Os alimentos que fazem parte das suas refeições devem ser prescritos pelo médico ou nutricionista que acompanha o paciente, pois precisa estar adaptada à sua realidade.

Na maioria dos casos o idoso é capaz de mastigar os alimentos sendo necessária apenas ajuda para levá-los à boca. No entanto, é preciso ter cuidado com a consistência da comida, de acordo com as condições do idoso, e também com a temperatura.

O ideal é servir alimentos mais pastosos, que sejam fáceis de mastigar e que agradem ao paladar do paciente. Para facilitar as refeições, eleve a cabeceira da cama e corte os alimentos em pequenos pedaços.

Vale lembrar ainda que a alimentação deve ser rica em todos os grupos de nutrientes e que o idoso deve fazer ingestão constante de água para se manter hidratado

Mantenha o entretenimento e as distrações

Ficar em uma cama o tempo todo é uma fase muito difícil para os idosos; por isso, é fundamental criar condições para que ele tenha entretenimento e distrações. Então, procure estimular seu cérebro com leitura, jogos, televisão e até mesmo conversas. O importante é adaptar as atividades para a situação do paciente para que ele se sinta confortável.

Fique atento ao conforto e à segurança

Para manter o conforto de uma pessoa acamada é importante comprar colchão, travesseiro e roupas de cama adequadas, virar o paciente a cada 2 horas para evitar escaras e feridas e adaptar a cama de acordo com as suas necessidades ao longo do dia.

É preciso tomar cuidados com alguns pacientes que, dependendo do grau de fragilidade, podem acabar rolando da cama e se machucando. Nesses casos, verifique a necessidade de colocar grades de proteção no móvel.

Como vimos, cuidar de idoso acamado é um grande desafio para o familiar ou cuidador, pois, caso não sejam tomadas as devidas precauções, o paciente pode sofrer com assaduras, refluxo, infecções e até entrar em depressão.

Se você quer se tornar um cuidador de idosos, não deixe de conferir o nosso artigo sobre como ter sucesso na carreira de cuidador de idoso particular!

 

Escreva um comentário

Share This