O curso de cuidador de idoso é uma especialização que forma o profissional para atuar no cuidado de pessoas na terceira idade, com necessidades especiais, em domicílio ou em instituições. Visa promover o cuidado, bem-estar e saúde. É dividido em módulos e submódulos nos quais o aluno frequenta aulas teóricas, práticas em laboratórios, estágios e simulação.

A especialização no cuidado é fundamental para habilitar o profissional, capacitá-lo e inseri-lo no mercado de trabalho com experiência e confiança para lidar com quaisquer situações. É preciso estar preparado e equilibrado, desenvolver a autoestima, comportamento profissional e treinar o lado emocional para desempenhar o trabalho da melhor maneira possível tanto para o paciente quanto para si próprio.

Se você quer saber mais sobre o curso de cuidador de idoso e a importância dele para a capacitação profissional, continue conosco.

Como escolher o curso de cuidador de idoso ideal

Com o aumento da expectativa de vida, a população brasileira ficou mais velha e precisa mais do que nunca de auxílio para cuidar da saúde, segurança e bem-estar. Isso significa que a profissão de cuidados domiciliares vai crescer ainda mais no futuro. A especialização de cuidador de idoso é responsável por habilitar e preparar o profissional para que possa assistir e auxiliar o paciente de forma completa e segura.

No momento de escolher, prefira um curso com profissionais qualificados, que tenha como missão atuar com excelência no cuidado com o paciente. Forme o profissional por completo, com treinamento teórico e prático, e que conte com tecnologia avançada.

O profissional da enfermagem, que também presta cuidado, pode aproveitar as vantagens de uma especialização como esta para enriquecer seus conhecimentos e obter capacitação em outras áreas além da intra-hospitalar.

O que faz um cuidador de idoso?

O profissional atua na vida do paciente de forma completa. É responsável pela alimentação, higiene, medicamentos, locomoção e outros. Se necessário, o cuidador pode dormir junto ao paciente para zelar pelas sua necessidades também no período noturno.

Além dos cuidados, é de responsabilidade do cuidador proporcionar atividades que tragam bem-estar, alegria e reabilite o paciente. Muitas vezes também vai zelar pelo ambiente onde o paciente está, mantendo-o organizado e higienizado, proporcionando qualidade de vida e evitando doenças. E finalmente, prezar pela vida do paciente, garantindo segurança, conforto, dignidade e respeito.

Atributos necessários para se tornar um cuidador

A profissão de cuidador exige certas características capazes de melhorar a qualidade de vida do paciente e sua relação com o cuidador. É preciso levar em conta que o indivíduo ao envelhecer sofre modificações físicas, cognitivas e mentais. O curso trabalha a psicologia do idoso, despertando a empatia para que, ao se colocar no lugar do paciente, o profissional possa entender as necessidades e dificuldades trazidas pela idade, e lidar com elas da melhor maneira.

A paciência é outra característica fundamental para compreender as necessidades do paciente e auxiliá-lo, assim como a atenção. O profissional deve estar sempre atento a administração de medicações, alimentação, cuidados com a higiene, segurança, conforto e bem-estar. Essas características são trabalhadas em sala de aula para serem desenvolvidas.

Cuidados aos pacientes de necessidades especiais

Por muitas vezes o paciente precisará de cuidados específicos devido a sua atual condição. Para isso, o curso disponibiliza outros módulos como cuidados ao paciente acamado, cuidados ao paciente com Alzheimer e outros.

Procedimentos com pacientes acamados

Este módulo ajuda o profissional a identificar as dificuldades enfrentadas por idosos com incapacidade de locomoção. Apresenta as principais doenças que levam a esta condição, os cuidados com a higiene pessoal do acamado, banho no leito e de aspersão, prevenção de lesão por pressão, cuidados na administração de medicamentos e na alimentação, e outros.

Cuidados ao paciente com Alzheimer

O cuidador vai aprender mais sobre a doença e como auxiliar o portador dela. Vai conhecer quais atividades físicas são indicadas, como administrar os remédios, como deixar o paciente seguro no ambiente, ajudar na organização da casa e como lidar com episódios de agressividade.

Assuntos abordados

Aplicado em módulos com carga horária de  diferenciada, o curso é realizado através de aulas teóricas, práticas presenciais e atividades em grupos, e está dividido em 5 pilares: humanidade, método, técnica, competência e direitos e deveres. Aborda assuntos como estatuto do idoso, ética profissional, prevenção de acidentes, doenças do idoso, emergências e muitos outros.

O aluno tem aulas em laboratório com boneco em tamanho real, maca, cadeira de rodas, aparelho de verificação de pressão, glicemia e outras coisas que simulem uma situação real de atuação. A ideia é realizar primeiro em sala de aula para estar apto ao colocar em prática com os pacientes.

Carga horária

O aluno só poderá ir para estágio supervisionado após concluir alguns módulos. A carga horária total exigida para conclusão do curso é de 160 horas. O estágio desenvolve experiência e qualifica o profissional para atuar com segurança e competência. É de grande importância que o aluno esteja habilitado para a prática através das simulações em laboratório e em sala de aula para entrar no mercado de trabalho preparado tecnicamente e emocionalmente.

Colocando-se no lugar do paciente

Com um simulador capaz de representar os efeitos do envelhecimento, o aluno consegue compreender melhor o paciente e percebe como é se locomover e enxergar com dificuldade. Também é ensinado programação neurolinguística, PNL, que se trata de um conjunto de técnicas de comunicação, desenvolvimento pessoal e psicoterapia. Esse método é responsável por trabalhar a conexão entre os processos neurológicos e a linguagem, oferece um olhar mais profundo no desenvolvimento do comportamento.

Essa simulação e as técnicas de PNL são responsáveis por colocar o aluno no lugar do idoso e desenvolver assim a empatia.

Você percebeu que se especializar como um cuidador é importante para a saúde e bem-estar do paciente. Fazer um curso de cuidador de idoso agrega valores intelectuais, práticos, qualifica o profissional e coloca-o a frente no mercado de trabalho. É importante escolher um curso regulamentado, com estrutura e carga horária que possa capacitar o aluno por completo, formando um profissional acima de tudo humanizado.

Se você tem interesse em atuar e se especializar nessa carreira tão promissora, entre em contato com a nossa empresa e saiba mais sobre o curso clicando aqui.

Escreva um comentário

Share This