Durante a vida, sofremos alguns processos fisiológicos que nem sempre podem ser reversíveis. As pessoas de mais idade sofrem restrições na sua capacidade de locomoção e, consequentemente, na realização de atividades diárias, sendo necessários alguns cuidados especiais. O que ocasiona essas restrições são os efeitos do envelhecimento. A boa notícia é que esses efeitos podem ser amenizados com a prática de atividades físicas para idosos.

O exercício melhora o condicionamento físico e a flexibilidade, fortalecendo a parte esquelética, cardíaca e circulatória. Evita o surgimento da diabetes, diminui as dores articulares e musculares e previne o aparecimento de doenças relacionadas ao envelhecimento.

A seguir, vamos apresentar 5 atividades físicas responsáveis por promover a independência e sociabilidade do idoso, melhorando sua autonomia e bem-estar.

1. Yoga

A prática da Yoga é considerada excelente na terceira idade. Ela permite que o idoso evolua no seu próprio ritmo, estimulando-o a continuar com a prática para, cada vez mais, adquirir novos resultados. Esse exercício melhora o equilíbrio, concentração, flexibilidade e resistência, evitando quedas e aliviando algumas dores. É recomendada para relaxamento e também para combater o estresse e ansiedade.

2. Pilates

Também responsável pelo aumento da flexibilidade e resistência, o pilates é uma atividade indicada para todas as idades. Fortalece a musculatura e melhora a respiração, corrigindo a postura, benefícios essenciais na vida do idoso. Diminui a pressão nas articulações, prevenindo lesões e também possíveis dores. É recomendada para pessoas com problemas de postura e dores articulares.

3. Caminhada

A caminhada acelera o metabolismo e auxilia na queima calórica, ajudando a combater a obesidade. Além disso, contribui para que o sistema circulatório e respiratório trabalhe de maneira mais eficaz. Fortalece os músculos das pernas e melhora a locomoção do idoso.

É um exercício que pode ser realizado ao ar livre, proporcionando prazer e permitindo a socialização. É recomendado o uso de um calçado confortável, a companhia de um familiar ou cuidador, e a realização de alongamentos antes de iniciar a prática. Não é indicado para pessoas com problemas nas articulações.

4. Hidroginástica

Por ser realizada na água, a hidroginástica apresenta pouco impacto e é considerada uma atividade de baixo risco. Melhora o sistema cardiorrespiratório, cardiovascular, aumenta a massa muscular e diminui a gordura corporal e perda de massa óssea.

Melhora a coordenação motora e força, sendo recomendada para idosos com problemas articulares e ósseos, como artrose e osteoporose. Não tem contraindicações e é muito prazerosa durante o verão.

5. Musculação

Por ser uma atividade adaptável, a musculação é recomendada aos idosos em muitos casos. Fortalece a musculatura, auxilia na flexibilidade e desenvolve a coordenação. Ajuda no tratamento da insuficiência cardíaca, artrose e osteoporose, e também diminui as dores causadas pelas doenças articulares. Pode ser realizada em academias instaladas ao ar livre, permitindo que o idoso realize os exercícios no seu próprio ritmo.

É recomendado aquecimento ao iniciar e alongamento antes e depois da prática, para evitar possíveis dores ou lesões. Aconselha-se que seja feita sob supervisão de um profissional que possa indicar os exercícios apropriados para cada pessoa.

A prática de atividades físicas para idosos trará benefícios físicos na locomoção, melhora no funcionamento do organismo e recuperação de massa muscular e óssea. São muitas as vantagens, que vão desde prevenção de doenças até a melhora daquelas que já estão instaladas. Diminui o estado de dependência do idoso, aumenta sua autonomia e melhora sua autoestima e bem-estar.

Você gostou deste artigo? Então, siga-nos no Instagram e Facebook para acompanhar mais conteúdos exclusivos!

Escreva um comentário

Share This