Com o envelhecimento, os idosos se vêem diante da fragilidade de depender de outra pessoa para realizar tarefas que antes eram cotidianas. Isso, aliado à sua experiência de vida e carga mental inerentes à idade, pode fazer com que se torne uma pessoa teimosa e resistente à ajuda do cuidador ou mesmo do familiar.

Mas, como lidar com um idoso teimoso no dia a dia? A resposta para essa pergunta está em pequenas atitudes adotadas ao longo dia, que vão fazer toda a diferença. Para saber algumas delas e colocá-las em prática, leia este artigo até o final!

Demonstre empatia

A empatia é a habilidade que uma pessoa tem em se colocar no lugar do outro, procurando entender os motivos que o levam a ter determinados comportamentos.

Demonstrar a empatia é uma das características fundamentais de um cuidador porque é preciso entender que o idoso está passando por um momento de fragilidade, tanto físico quanto mental e compreender o motivo de sua resistência.

Dito isso, pense: essa pessoa que se mostra teimosa e autoritária, na maioria das vezes, já foi independente e podia fazer o que queria sem o auxílio de ninguém. A nova condição pode não estar sendo aceita, o que causa revolta e até tristeza. Então, quando se vir diante de situações parecidas, procure entender porque o idoso age dessa forma.

Promova atividades em conjunto

Uma forma de tornar a vida da pessoa idosa mais agradável e reduzir os momentos de resistência é propor algumas atividades em conjunto para que ela se sinta envolvida e motivada.

O exercício físico é uma opção interessante pois, além do benefício para a saúde, também proporciona bem-estar e mais qualidade de vida. Caso o paciente possua limitações, procure sugerir atividades como jogos de tabuleiro, palavras cruzadas ou outras que façam o idoso se sentir parte de algo.

Preserve a sua autonomia

Pessoas que foram ativas ou independentes toda vida se sentem frustradas ao depender de outra pessoa para realizar algumas tarefas básicas. E uma das coisas que prejudica a relação estabelecida entre o cuidador e o idoso é o profissional ficar ordenando, o dia todo, coisas que o paciente deve fazer.

Por isso, para evitar a teimosia, deixe que ele tenha autonomia para fazer as atividades para as quais ele não possui limitações. Isso não significa que deve deixá-lo fazer o que quiser, mas sim, cuidar do seu bem-estar, auxiliando-o nas atividades em que ele tiver mais dificuldade.

Evite entrar em discussões

Com o passar dos anos, é normal que as pessoas sintam que têm mais autoridade em alguns assuntos, devido à sua experiência. Nessa situação, entrar em uma discussão em que o idoso julga estar certo pode ser uma batalha em que os dois lados saem perdendo graças ao estresse.

Para evitar esse tipo de problema, procure ouvir e demonstrar que compreende a opinião do idoso, coloque-se de forma assertiva e apresente provas, mas sem ser autoritário. Procure ser amigo do paciente, evitando entrar em conflitos desnecessários.

Como vimos, o cuidador tem papel fundamental da qualidade de vida do paciente. Por isso, seguir essas dicas para lidar com um idoso teimoso é importante para que seja estabelecida uma relação de confiança.

Gostou das dicas de hoje? Siga nossas redes sociais e tenha acesso a mais conteúdo sobre a profissão de cuidador! Estamos no Facebook e Instagram !

Escreva um comentário

Share This