Categoria

Cuidador de idosos

Categoria

Conhecendo a Acupuntura. Parte 2

Para entender a Medicina Tradicional Oriental (MTO), precisamos abrir um pouco mais o nosso olhar, alcançando os países do Oriente Antigo como a China, a Coreia, a Índia, o Egito e o Japão. Culturas detentoras de conhecimentos milenares sobre as Ciências do Universo. Na cultura desses países não falamos em doenças, mas em desequilíbrios energéticos no corpo físico da pessoa. Vejamos a manifestação chamada de “dor de cabeça” ao visitarmos um posto de saúde ou a emergência de um hospital. De forma prática o problema seria resolvido com a indicação de uma determinada fórmula química e que resulte no alívio para essa dor. Se a dor desaparecer, problema resolvido. Se a dor voltar e se transformar em algo recorrente, será necessária uma pesquisa mais apurada. As Medicinas Orientais buscam a origem do desequilíbrio, algo além de observar as manifestações daquela suposta doença. A mesma “dor de cabeça” iniciará vários questionamentos…

Conhecendo a Acupuntura. Parte 1

Num sentido estrito, a Acupuntura, ou o uso terapêutico pelo uso da agulha, compreende a prática exercida por pessoas especificamente treinadas na arte de entender o funcionamento do corpo energético, segundo a Medicina Tradicional Chinesa, herança de uma cultura e de um povo com mais de 5.000 anos de história. Na verdade, os acupunturistas utilizam uma variedade de ferramentas e técnicas, desde as agulhas descartáveis até aparelhos de Eletroacupuntura e Lasers. Isso abrange técnicas como a moxabustão, uma terapia de calor aplicada nos pontos de acupuntura causando o alívio de dores e eliminando as estagnações energéticas. A Ventosaterapia, que é o estímulo de sucção, de forma bem específica para determinadas patologias. A Ariculoterapia, pela análise dos pontos de correspondência no corpo humano. E as técnicas de relaxamento, com o intuito de promover a cura física e espiritual. Perguntas frequentes sobre Acupuntura: Como entender a Acupuntura? Seus princípios estão baseados na…

Home Care ou um freelancer como cuidador domiciliar? Qual a sua opção?

Essa é uma dúvida que vem à cabeça na hora mais dolorosa de uma família sem tempo e com alguém doente em casa que precisa de cuidados. A decisão é sua, mas posso te ajudar explicando alguns pontos. Palavra de quem tem mais de 21 anos de experiência no mercado da saúde com cuidadores domiciliares. Uma equipe de Home Care pode substituir com rapidez na falta de um profissional, pois são 24 horas de serviços prestados. Algumas empresas têm um leque de profissionais envolvidos para dar assistência como médico, enfermeira e fisioterapeuta. O custo com um freelancer sai mais em conta, claro, pessoa física ou mesmo o autônimo com MEI – Microempreendedor Individual que oferece nota fiscal. As duas opções podem dispor de serviços de alta qualidade. Mas pense em tudo muito antes de se decidir! É muito importante comprovar a veracidade das informações fornecidas. Seja qual for a sua decisão, em todos…

Quem é o paciente do Cuidador Domiciliar?

“O paciente não é só paciente. Ele é o amor de alguém. O pai de alguém. A mãe de alguém. O filho de alguém. O melhor amigo de alguém. O irmão de alguém. O parceiro de alguém.” Não sei quem criou essas frases, que li estampadas nas janelas de vidro de um hospital, mas com certeza para mim são verdadeiras preciosidades. Todas devem ser lembradas por cada profissional da saúde, principalmente, pelos cuidadores domiciliares, visando o bem-estar do paciente. Refletindo sobre essas frases, vejo que nada pode ser mais gratificante do que cumprir a missão do trabalho na área da saúde com o paciente em casa. Para o cuidador na hora de exercer sua atividade o paciente é muito mais do que “alguém” que ele nunca viu pela frente e passou a conhecê-lo em seu primeiro dia de trabalho. O cuidador deve assumir uma postura profissional imbuída de carinho e…

Entenda o que é resiliência e qual sua importância para a carreira

Você sabe porque desenvolver a resiliência faz tanta diferença para a carreira? Ultimamente, muitas empresas solicitam profissionais com essa qualidade — pois ela é um sinal de que a pessoa consegue superar os problemas e manter o equilíbrio emocional diante das adversidades. A competência é essencial para quem deseja, principalmente, trabalhar prestando serviços de assistência e cuidado. Dessa maneira, a capacidade de se manter neutro e aprender com as situações difíceis, gera valorização e aperfeiçoamento na vida profissional. Pensando nisso, preparamos o artigo para que você entenda o que é resiliência e porque ela é tão importante para a sua carreira. Confira! Entenda o que é resiliência Resiliência diz respeito à qualidade de adaptação e superação diante de situações de risco ou dificuldade. Portanto, a pessoa que desenvolve essa habilidade apresenta maiores chances de se destacar em um mercado concorrido e exigente. Além do mais, sendo flexível e agindo de maneira inteligente frente às mais diversas pressões cotidianas, o profissional fortalece a autoestima e…

Entenda como deve ser a alimentação de idosos

Manter uma dieta equilibrada, rica em nutrientes, é fundamental para ter uma boa saúde, energia e disposição em qualquer pessoa. Cuidar da alimentação do idoso é ainda mais importante, uma vez que, quando envelhecemos, passamos por mudanças metabólicas, fisiológicas e motoras, necessitando ainda mais de boas refeições para ter mais qualidade de vida e um envelhecimento saudável. Preparar a alimentação do idoso, é uma das funções de um cuidador. Por isso, neste artigo, vamos abordar a importância disso para a sua saúde, dar algumas dicas de receitas e, ainda, listar quais nutrientes não podem ficar de fora da dieta de uma pessoa idosa. Confira! A importância de cuidar da alimentação do idoso Durante o processo de envelhecimento e todas mudanças por ele proporcionadas, o idoso pode enfrentar problemas como perda do paladar, diminuição do olfato, dificuldade de enxergar ou, até mesmo, pegar os alimentos com a própria mão. Essas mudanças acabam afetando a forma…

Saiba como lidar com o estresse em idosos

Você sabe quais são os principais fatores que geram o estresse em idosos? Nesses momentos, o cuidador deve saber como lidar da melhor forma com a situação — inclusive, averiguando quais são os possíveis motivos do estado alterado do paciente. A terceira idade é marcada por uma série de transformações e, muitas vezes, elas podem abalar o equilíbrio emocional. Por isso, é necessário identificar e ter conhecimento sobre os sintomas previamente, impedindo que a irritabilidade interfira na saúde e na qualidade de vida da pessoa. Se interessou pelo assunto? Continue a leitura e descubra quais são as causas e como controlar o estresse em idosos. Vamos lá! Entenda quais são os fatores que geram estresse em idosos Nesse período da vida, é natural que insatisfações assolem o idoso, e são inúmeros os fatores que o levam a ter comportamentos difíceis. Portanto, é extremamente recomendável identificá-los desde o primeiro sinal, preservando, assim, o bem-estar do paciente. Por exemplo, a dependência…

Afinal, como devem ser os primeiros socorros básicos a um idoso?

Cuidar de idosos é uma profissão que exige bastante atenção e responsabilidade. São inúmeras as tarefas e obrigações às quais é importante se atentar, e saiba que as noções de primeiros socorros básicos são fundamentais para que o cuidador acompanhe de maneira adequada o seu paciente. Em caso de tonturas, queimaduras ou demais acidentes, você saberia como agir? É preciso ter paciência e calma até o momento da chegada da ambulância ou de profissionais especializados, a fim de evitar maiores danos ao idoso. Pensando nisso, preparamos este artigo com algumas dicas sobre primeiros socorros básicos. Preparado? Então, tenha uma boa leitura! Qual é a importância de aprender primeiros socorros básicos? Imagine a seguinte situação: você é cuidador e, ao se ausentar por alguns minutos para efetuar alguma tarefa, o idoso sente uma tontura ou se acidenta com algum objeto. Nesse caso, você saberia agir de modo a manter a segurança do paciente? Se sua resposta para…

Descubra como dar banho em idoso de maneira correta e segura

Uma das principais tarefas de um cuidador de idosos é preservar a higiene pessoal do paciente, o que inclui escovar os dentes, cortar as unhas, cuidar do cabelo e tomar banho. Muitas vezes, o idoso não tem condições de realizar essas ações sozinho, daí a necessidade de alguém que saiba supervisionar ou realizar a tarefa da forma correta e humanizada. Por mais que alguns idosos não se sintam dispostos, o banho diário é fundamental para a autoestima, aliviar as tensões, relaxar, melhorar o humor, além de ajudar na circulação sanguínea. Se você quer saber mais sobre o assunto, leia este artigo até o final para conhecer algumas dicas de como dar banho em idoso de maneira correta e segura. Vamos lá? Tipos de banho Basicamente, existem dois tipos de banhos comuns em idosos: o banho de aspersão, que é feito no chuveiro, e o banho acamado. A escolha vai depender das…

Uso de celular no trabalho: como isso afeta a sua produtividade?

A utilização de aparelhos eletrônicos se tornou mais frequente com a popularidade dos smartphones. Eles têm muitas funções que podem ser acessadas rapidamente, facilitando o uso do celular no trabalho. Mas como isso afeta o rendimento dos profissionais? Contando com ferramentas que incluem chamadas e mensagens, aplicativos de uso profissional e até opções de lazer com o acesso às mídias sociais, o celular se tornou um acessório indispensável. As pessoas vêm experimentando uma relação de dependência, sendo quase impossível ignorar as notificações recebidas. Por isso, vamos explicar como o seu uso excessivo vem prejudicando os profissionais e quais são os meios para solucionar esse problema. Vamos lá? A vantagem dos dispositivos multifuncionais A introdução dos smartphones no dia a dia criou uma necessidade de comunicação imediata, mas o uso desses eletrônicos trouxe alguns benefícios devido à sua multifuncionalidade.  As atualizações e notificações chegam mais rapidamente, assim, uma mudança no horário ou no local de uma…