Busquei em alguns dicionários definições para autocuidado. No dicionário inFormal, a definição, na minha concepção foi a mais coerente:

“ Cuidado consigo mesmo, atenção às próprias necessidades corporais, mentais e psicológicas.”

Em contato com alguns cuidadores, observei que a responsabilidade de cuidar de um idoso traz diversos sentimentos . Por um lado o altruísmo, por estar se dedicando a alguém que necessita, por outro lado, lidar com fatores estressantes como, a doença, limitações, humor oscilante e até mesmo familiares. Todos esses fatores impactam diretamente no autocuidado, que não é só a estética, afeta também a saúde mental. 

Nesse momento tão delicado que estamos atravessando, como o medo do vírus e a incerteza, estão trazendo desesperança.  É muito importante que o cuidador se preocupe com sua qualidade de vida. Para lidar com toda essa pressão, é necessário ter estratégias de enfrentamento que possam reduzir esses eventos estressantes e colaborarem com o autocuidado.

É preciso entender que o cuidador tem vida própria, casa sob sua responsabilidade, contas a pagar, família e sua vida pessoal. 

Esse cuidador tem que ter um olhar para si mesmo! Algumas estratégias como atenuantes podem minimizar um pouco desse desgaste. 

Buscar a  Espiritualidade 

 Faz com que a Fé e a Esperança façam parte do dia a dia, trazendo força, conforto e satisfação. Buscar a Espiritualidade, reservar um tempo para se conectar com o Sagrado, traz forças para crer que dias melhores virão.

 Cuidar do seu corpo físico

Há quanto tempo não separamos um momento para cuidarmos de nós? Tanta correria…agora o mundo deu uma “parada”, talvez você que está lendo esse texto, esteja trabalhando, mas pode ser que alguém de sua família esteja em casa. Já poderá te auxiliar nos afazeres. Mas se isso não for possível, não tem problema. Se organize! Separe um momento para cuidar do seu corpo, isso ajuda na autoestima. Massagem nos cabelos, esfoliação no rosto, existem muitas receitas caseiras, fazer as unhas, depilação. não esquecendo de fazer caminhada ou alongamento, seu corpo agradece! 

 Cuidar da Saúde Mental

Já parou para pensar o quanto se desgasta no cuidado com o outro? O quanto sua mente fica cansada? O quanto se sente estressado? Nesse momento de quarentena, não fique e nem se sinta sozinho. Converse por vídeo, se não gostar, faça ligações, mande mensagens para as pessoas que tem afinidade. Reconhecer, acolher seus receios e medos. Evite notícias tristes, mas não deixe de se informar sobre como anda sua cidade, seu país. Veja Lives, elas tem sido grande fonte de conhecimento e de entretenimento! Ouça música, dance, leia, veja peças, filmes e séries, tem muita coisa boa! A tecnologia está sendo um fator muito importante para nós em tempos de pandemia. Cursos online à distância proporcionam além de distração e conhecimento, a oportunidade de fazer a diferença profissional pós pandemia, muitos são gratuitos. Aproveite! 

A pandemia mudou nossas vidas, não estou falando somente da alteração da rotina nos dias de isolamento. Mas te convido a parar e pensar em mudanças mais profundas, transformações em nós e por nós, que não dávamos a mínima atenção. Pode parecer egoísmo, mas não é. Precisamos pensar em mudanças mais profundas, transformações que moldem nossa realidade e nossas vidas.

Ações estratégicas e ferramentas de cuidado nos trazem maior estabilidade física e emocional. Compartilhe essas ações de cuidado, a fim de aumentar sua rede socioafetiva.

Tudo isso vai passar, mas nós não seremos mais os mesmos!

“Uma crise pode mudar valores.”

Pete Lunn

Marta Santos – Assistente Social

 

Se precisar de alguma informação, entre em contato pelo Whatsapp. 

× Fale com a Dila!