Autor

Dila Oliveira

Browsing

CONHEÇA OS BENEFÍCIOS DOS EXERCÍCIOS FÍSICOS E SAIBA COMO MANTER OS IDOSOS ATIVOS SEM SAIR DE CASA

A atividade física é cada vez mais fundamental para os idosos.  Com regularidade, ela surge como um meio de promoção à saúde e qualidade de vida. No Brasil já existem diversos programas destinados à população idosa para prática de atividade física. A prática de exercícios físicos para idosos traz muitos benefícios como: gerenciamento de doenças crônicas, reduz os riscos da baixa capacidade física, aumenta a longevidade, desacelera as alterações fisiológicas do envelhecimento, melhora as alterações da composição corporal causada pelo envelhecimento, diminui os riscos de doença do coração, fortalece a massa óssea e a massa muscular, promove bem-estar psicológico e cognitivo, entre outros. Hoje,  vivemos um momento muito delicado por conta de um vírus e não podemos ter convívio social e nem mesmo sair de casa, então essa situação é muito complicada para a rotina dos idosos que praticam atividade física.  Como irão se exercitar sem sair…

Você conhece alguém que não está sabendo lidar com essa pandemia?

Se você ou alguém que você conhece não está sabendo lidar com essa pandemia, e está ficando ansioso, depressivo, agressivo, compulsivo ou com muito medo, a Dila Oliveira está trazendo uma DICA que pode ajudar. No link abaixo tem diversos psicólogos conectados que poderão ajudar pessoas a lidarem com as próprias dificuldades, são diversas lives e vídeos interessantes que ajudam na saúde emocional.   É só clicar e seguir.   https://www.facebook.com/achavedaquestaoo/

Você conhece o DISQUE SAÚDE: 136?

 O DISQUE SAÚDE, funciona como teleatendimento e fornece informações sobre doenças, se você está com algum sintoma do COVID-19 ou conhece alguém esteja, é só discar 136 no seu celular/telefone e será orientado no que fazer. O Disque Saúde 136 funciona 24 horas; de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 20h, e aos sábados, das 8h às 18h, o cidadão pode falar diretamente com o teleatendente. Fora desses horários, as informações são disponibilizadas pela Unidade de Resposta Audível (URA), com informações gravadas.

Medidas de prevenção COVID-19

Quando adotamos as medidas de prevenção, não estamos somente nos prevenindo, mas prevenindo também as pessoas próximas. Em relação a medidas de prevenção comunitária, o Ministério da Saúde, em ressonância com as diretrizes mundiais, preconiza como medidas de prevenção à população:  Ministério da Saúde, 2020. PREVENÇÃO COMUNITÁRIA Realizar lavagem frequente das mãos com água e sabão ou álcool em gel, especialmente após contato direto com pessoas doentes; Utilizar lenço descartável para higiene nasal; Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir; Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca; Higienizar as mãos após tossir ou espirrar; Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas; Manter os ambientes bem ventilados; Evitar contato com pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença.

8 dicas de como fazer O ISOLAMENTO SOCIAL menos entediante para os idosos.

A Dra. Valmari Cristina Aranha, diretora da SBGG, em entrevista concedida aos jornais Extra e O Globo, listou algumas dicas de como as pessoas da terceira idade podem passar pelo isolamento social de uma maneira mais amena. Fixar rotina A rotina faz com que o idoso fique menos ansioso. Por isso, nem pensar em ficar de pijama o dia todo. Definir horários para as refeições, por exemplo, ajuda a manter a glicose estável, pois evita que o idoso fique “beliscando” ao longo de todo do dia. “Tanto na infância quanto na velhice, a rotina é extremamente importante porque norteia a parte cognitiva. É na rotina que você encontra metas e objetivos”, explica a gerontóloga Carolina Ruiz, que é diretora do espaço Avance Centro-Dia 60+. Adaptar exercícios Para os que estão acostumados a fazer exercícios em academias ou ao ar livre, o ideal é adaptar a atividade para dentro de…

Você sabia que pode confeccionar sua própria máscara ?

Você sabia que pode confeccionar sua própria máscara ? Veja abaixo algumas dicas de confecção da máscara liberadas pelo Ministério da Saúde. Em primeiro lugar, é preciso dizer que a máscara é individual. Não pode ser dividida com ninguém, nem com mãe, filho, irmão, marido, esposa etc. Então se a sua família é grande, saiba que cada um tem que ter a sua máscara, ou máscaras; A máscara deve ser usada por cerca de duas horas. Depois desse tempo, é preciso trocar. Então, o ideal é que cada pessoa tenha pelo menos duas máscaras de pano; Mas atenção: a máscara serve de barreira física ao vírus. Por isso, é preciso que ela tenha pelo menos duas camadas de pano, ou seja, dupla face; Também é importante ter elásticos ou tiras para amarrar acima das orelhas e abaixo da nuca. Desse jeito, o pano estará sempre protegendo a…

Fica em casa com um estudo de qualidade online

Fica em casa com um estudo de qualidade online: “Curso de Cuidador de Idosos”, muito além de Bonsucesso e Nova Iguaçu. São 25 anos de uma trajetória vitoriosa. É nesse período que o Curso de Cuidador Dila Oliveira vem construindo suas conquistas. E não vamos parar nesse grande obstáculo que é o novo Coronavírus. Vamos enfrentá-lo semeando prevenção, cuidado e coragem, nos moldando ao novo mundo para o bem da saúde coletiva. Em tempos tão difíceis como essa pandemia, o “Dila Oliveira” propõe um curso online com muita criatividade, o que é para nós uma nova forma de enxergar a capacitação profissional. Durante a crise que estamos vivendo reavaliamos o nosso papel na grande empreitada que é a saúde, bem-estar e autoestima da terceira idade. Seja onde o idoso estiver com seus familiares estará precisando de cuidados. Esqueçamos por um prazo a forma presencial que sempre privilegiamos para o estudo…

Proteção aos idosos!

Hoje, idoso em casa é a melhor recomendação para prevenção do novo Coronavírus . Mas, por favor, sem agressões de qualquer tipo ou em qualquer lugar por motivo algum. Idosos nas ruas, nem sempre é falta de necessidade. Atenção ao encontrar com um deles, parte do grupo mais vulnerável ao Covid-19, que quer ainda mantém sua rotina. Dê atenção, informação e contribua com o amor e afeto na luta para se prevenir da doença. Mas, claro, seja preciso e mantenha-se à distância permitida. É uma febre ouvir ou ler “alertas” nas redes sociais sobre os idosos na rua, mas também “maus-tratos” aos idosos que circulam pelas ruas quando deveriam estar em casa no isolamento. Alguns agridem até com palavrões, quando o correto é se integrar à campanha de esclarecimento para essa faixa etária, que se inclui como principal grupo de risco. Faço sempre, coro aos que reforçam o bom tratamento…

Criatividade e cuidado com seu idoso em dias de quarentena na prevenção do novo Coronavírus

É tempo de criatividade com nova rotina em casa, principalmente a que inclui os idosos no ambiente domiciliar. Em tempos do novo coronavírus (COVID-19) é preciso criar novas formas para viver bem e de forma saudável. Tudo passa e o coronavírus também vai passar, pode ser um jeito simplista de enxergar a vida quando pensamos que a doença pode ser devastadora. Mas o pensamento não deixa de ser uma grande verdade. Agora, como será a sua trajetória na passagem desse período difícil, turbulento e sério? É preciso ser responsável com sua vida e com a do idoso em sua casa. Todo cuidado é pouco. Evitar que seu idoso fique resfriado é uma importante determinação que se não for cumprida você estará colocando em risco a vida de todos em casa. E não é preciso que o resfriado surja com todos os sintomas do novo coronavírus. Corte o mal pela raiz,…

Suicídio: vamos falar sobre o assunto?

É preciso ficar em alerta com o tema, principalmente, quem cuida de idosos O significado do termo suicídio tem origem no latim, na junção das palavras sui (si mesmo) e caederes (ação de matar), ou seja, é um ato que consiste em pôr fim intencionalmente à própria vida. Se comete o suicídio por um excessivo grau de sofrimento causado por vários fatores. O sofrimento que a pessoa apresenta pode ser proveniente de algum transtorno afetivo, como em quadros de psicose aguda ou depressão delirante. Ela quer acabar com a dor e angústia que vivencia, e não com a vida em si. Essa aflição vem de conflitos intrapsíquicos que perturbam excessivamente quem só consegue ver a morte como recurso. Os motivos são diversos: alcoolismo, esquizofrenia; questões sociodemográficas, ligadas ao isolamento social; psicológicos, como perdas recentes; e condições clínicas incapacitantes, como lesões desfigurantes, dor crônica, neoplasias malignas. No entanto, esses aspectos não…