Já foi tempo em que os cabelos brancos apareciam apenas por volta dos 50 anos de idade. Muitos jovens se assustam diante do espelho ao encontrar fios descoloridos saindo do couro cabeludo, mas isso não é sinal de que está ficando idoso.

A velhice, como muitos chamam com tom preconceituoso de decadência, é permanente e progressiva. Não tem como evitar, a não ser se cuidar para recebê-la se mantendo sempre saudável.

A velocidade da despigmentação depende do organismo de cada um, da genética. Os médicos alertam, entretanto, que não é saudável arrancar fios de cabelo da cabeça – esse processo pode danificar o folículo e ele nunca mais crescer como devia.

Alguém quer se arriscar?

Os cabelos brancos sempre foram assustadores para muita gente. O terror das pessoas que temem pelo envelhecimento.

Geralmente elas jogam suas frustações como críticas para cima daqueles que querem assumir os cabelos grisalhos, muito além da moda.

Não gostam dos cabelos brancos para si e também não enxergam com bons olhos nos outros.

É comum nas rodas de conversas alguém emitir opiniões sobre o branqueamento na cabeça dos amigos. Alguns, nem tão amigos assim, se aborrecem calados por pérolas dignas de encrenca:

Nossa! Você fica envelhecida com seu cabelo branco.

Você já ouviu algum comentário desse tipo?

Essas pessoas, na verdade, não estão nem aí para a aceitação do outro. Não se importam, no mínimo,  nem com uma possível grosseira que fazem aos que não levam nada na esportiva num convívio social.

Fico pensando…

Assimilam os brancos dos cabelos à velhice.

Por que não podemos ter os nossos cabelos brancos? Amarelos? Vermelhos? Quem sabe rosa choque?

Nossa vida segue como nos sentimos bem.

Um bem-estar que não vem da opinião de quem na verdade não está preocupado com os nossos cuidados.

Viva como quiser, independente da opinião alheia!

Todo mundo se acha no direito de opinar sobre roupas, cabelos… que não lhe dizem respeito e se esquecem da própria opinião diante do espelho.


 

Se precisar de alguma informação, entre em contato pelo Whatsapp. 

× Fale com a Dila!