Esse post é para você que tem idoso em casa e quer para ele cada vez mais saúde e longevidade. Além de um bom acompanhamento médico, há ações que contribuem muito com o seu ótimo desempenho no lar entre amigos e familiares.

Aqui vai uma dica que tem surtido efeito no dia a dia desse ser humano. Nessa fase da vida ele precisa da nossa ajuda e, por que não dizer, também dos animais de estimação.

Os animais em casa podem ajudar no combate da solidão e depressão do idosos. Estimula a ter uma vida mais saudável junto aos familiares e de todos em seu convívio. Isso quer dizer, melhores índices dos sintomas que aterrorizam a terceira idade com níveis altíssimos.

Com os bichinhos de estimação ao lado como gatos e cachorros é comum os donos idosos ter uma menor taxa de pressão arterial, glicemia e colesterol.

Os animais de estimação proporcionam ao idoso benefícios incalculáveis não apenas na saúde do corpo, mas também a saúde mental e emocional. Muito mais além de companheirismo e amor incondicional os animais de estimação proporcionam grandes benefícios aos idosos dentro de casa.

Em seu cotidiano, muitos deles sofrem de solidão ou com a falta de um ente querido onde mora. O falecimento do conjugue por exemplo é uma dor que é comum custar a passar e neles causam grande estrago à mente.

O carinho com os animais traz um estímulo ao idoso mesmo sendo uma atividade considerada corriqueira. As ações com os animas são incentivos a serem mais sociais e ativos, e até praticar atividades físicas que não estão acostumados, cuidar mais da saúde e muitos outros fatores.

É comum essa convivência trazer a paz e felicidade ao idoso e ainda ajudar a eliminar as principais causas da “solidão” e “depressão”. Com isso, aumenta a socialização e proporciona “mais segurança” e “exercício a memória”.

Alguns outros itens são também observados e comprovados por estudiosos da saúde do idosos como segundo pesquisas dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) e do Instituto Nacional de Saúde (NIH). Diminuem ou afastam vilões como “sedentarismo”, “estresse” e “riscos de doenças”.

As atividades do dia a dia entre os idosos e os animas, como um simples passeio pela manhã, o faz ficar mais energia e o animal sem agressividade. Assim, esse encontro estabelece exatamente a socialização e estar-estar onde é muito necessário entre todos: em casa.

Escreva um comentário

Share This