Buscar conhecimento e aprimorar os saberes é sempre positivo, principalmente em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo. Por essa razão, toda pessoa que deseja se destacar em seu ramo de atuação precisa investir em sua capacitação, como forma de adquirir uma nova postura profissional.

Essa regra vale para qualquer área de atuação, inclusive para cuidadores de idosos, que precisam ter uma capacitação específica e procurar sempre cursos que agreguem conhecimento ao seu trabalho. Oportunidade é o que não falta, e já existem diversos tipos de cursos e treinamentos para especializar-se em sua área ou até mesmo para procurar uma nova área de atuação.

Neste post, conheça alguns cursos de capacitação e as principais diferenças entre eles!

1. Cursos livres

São cursos que não exigem um nível de escolaridade alto; em vez disso, costumam exigir uma idade mínima, de acordo com a maturidade esperada pelo curso. Normalmente, os cursos livres oferecem uma capacitação básica para iniciar o profissional no mercado de trabalho e também conhecimento para aperfeiçoar-se e atualizar-se em alguma área. Além disso, não possuem um tempo de duração específico, podendo variar de acordo com a profundidade do assunto.

Este tipo de capacitação é ideal para quem deseja entrar no mercado de trabalho com algum conhecimento ou quer adquirir novas informações sobre a área em que atua, sem uma especialização profunda. Os cursos livres emitem certificados.

2. Cursos técnicos

Os cursos técnicos diferem dos cursos livres por selecionarem somente pessoas que já possuem determinada escolaridade — neste caso, o Ensino Médio, que, vale lembrar, pode estar em andamento no momento da matrícula.

Essa capacitação costuma ter duração de mais ou menos dois anos e é indicada para estudantes que terminaram o Ensino Fundamental e já querem escolher um ofício para entrar no mercado de trabalho. O curso técnico pode ser feito em três modalidades: integrado (junto com o Ensino Médio); concomitante (feito de maneira complementar ao Ensino Médio); e subsequente (feito após a conclusão do Ensino Médio).

Práticos, os cursos técnicos são destinados a várias áreas de conhecimento, e, após o término, há entrega de diploma para os alunos. Na hora de escolher um curso, lembre-se de investigar se a instituição que o oferta possui cadastro no Ministério da Educação.

3. Cursos tecnológicos

Apesar do nome parecido, os cursos tecnológicos não devem ser confundidos com os cursos técnicos. Isso porque a formação tecnológica equipara-se, em relevância e validade, aos cursos de graduação em nível superior.

Também possuem uma duração em torno de dois anos e exigem a conclusão do Ensino Médio para o ingresso. Estes cursos, considerados superiores em tecnologia, são, normalmente, destinados a suprir uma demanda específica do mercado de trabalho. Os concluintes dessa modalidade recebem o diploma de tecnólogo somente se a instituição for reconhecida pelo Ministério da Educação.

4. Workshops

Os workshops são específicos, aprofundados e de curta duração (normalmente, duram algumas horas, dias ou, no máximo, semanas). Este tipo de curso é destinado a profissionais que querem acrescentar qualificações a seu currículo ou atualizar seus conhecimentos, mas não dispõem de muito tempo ou dinheiro.

Basicamente, os workshops trabalham mesclando um pouco de instrução sobre alguma técnica e uma reflexão sobre o tema. Uma grande vantagem desse tipo de evento é a possibilidade de criar uma rede de contatos profissionais com pessoas que possuem os mesmos objetivos que você. É importante lembrar que o workshop é diferente de uma palestra: na palestra, há interação entre os participantes apenas no final, e o workshop, embora conte com a condução de uma pessoa, favorece a participação ativa de todos.

Viu? Os diversos tipos de capacitação profissional oferecem muitas oportunidades de adquirir novos conhecimentos e desenvolver-se em sua carreira. Isso é fundamental para a profissão de cuidador de idosos, que precisa de uma formação específica e de atualização constante.

Se você quer saber mais sobre essa área, leia o nosso artigo a respeito da profissão de cuidador de idosos e como se especializar.

Escreva um comentário

Share This